Visitas em Unidades Prisionais do RN estão suspensas

 “Comida com tapuru” – Mulheres que têm relacionamento com homens que cumprem penas no sistema penitenciário do Rio Grande do Norte fizeram um protesto contra a suspensão das visitas nas unidades prisionais, bem como para reivindicar melhores condições para os apenados e o retorno da visita intima, suspensa desde 2017.

O ato aconteceu nesta segunda-feira (25), em Natal, e reuniu cerca de 20 cidadãs. Elas estavam na marginal da BR-101, no trecho próximo à passarela de Potilândia, em frente ao Centro Administrativo do estado, na zona Sul da capital. Por causa da chuva, o movimento se dispensou, mas foi retomado no começo da tarde, na BR-101.

De acordo com uma das manifestações, o protesto quer “apenas melhoria” para os presos. “O motivo do protesto é a falta de alimentação e de medicação. Há maus-tratos (dentro) do sistema prisional. A gente só quer melhoria e mais nada, (pois) a comida está ‘vindo’ estragada, podre, (com) tapuru”, desabafou.

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) foi procurada pelo Agora RN para se posicionar sobre as reivindicações das mulheres, mas a pasta informou que não vai se posicionar.

Fonte: agorarn.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.