Polícia Civil deflagra Operação “Gatunos

(BAIRRO MANGABEIRA, EM MACAÍBA) Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba, com o apoio da equipe de criminalística do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte  e da Neoenergia COSERN (Companhia Energética do Rio Grande do Norte), deflagraram, na segunda-feira (24), a operação “Gatunos”, que resultou nas prisões de sete suspeitos por furto de energia. Gilvamar Silva de Lima, mais conhecido como “Roque”, 33 anos, foi autuado em flagrante por furto qualificado, desacato, resistência, lesão corporal contra agente de segurança, já que tentou impedir a ação dos policiais e dos demais integrantes na operação, e furto de energia. Os outros seis suspeitos foram autuados somente por furto de energia. As diligências aconteceram no bairro Mangabeira, em Macaíba.

Ao longo da operação, em dez casas, constatou-se o furto de energia. Na ocasião, uma arma de fogo calibre .22, munições calibre .22 e .38, estojos deflagrados e um veículo roubado foram localizados e apreendidos. Segundo as investigações, os suspeitos estariam tentando ditar as regras sociais na região, como já visto em comunidades de outros estados do país, em especial no Rio de Janeiro (RJ).

As diligências demonstraram que muitos dos imóveis frequentados por esses suspeitos eram abastecidos por ligações ilegais de energia, além de servirem para armazenamento de outros ilícitos.

A operação foi executada com o objetivo de sinalizar a presença do Estado de Direito na região e, mais ainda, impedir qualquer aceitação a esse “poder paralelo” que tenta se firmar, abordando assim todas as situações de ilegalidades existentes no bairro, inibindo e reprimindo os crimes.

Ainda durante a ação dos policiais, o caso mais grave foi flagrado em uma casa de show existente no bairro, na qual a ligação clandestina era conectada tanto ao estabelecimento, equipado com diversos freezers, outros eletrodomésticos e bombas, como a outras três casas, com piscinas e áreas de lazer completas. Dentro de uma dessas casas também foi localizada e apreendida uma arma de fogo calibre .22, munições do mesmo calibre e outras munições de calibre .38.

A ligação estava bem ocultada e só foi descoberta em razão da expertise dos peritos do ITEP e da equipe da COSERN, sendo observado um grande prejuízo à empresa de energia. Os suspeitos dessas duas casas conseguiram fugir do cerco policial, mas um terceiro membro da família, Gilvamar Silva foi preso. Um veículo roubado na sexta-feira (21), no bairro Pitimbu, em Natal/RN, foi localizado escondido em um estabelecimento ao lado das casas desses suspeitos, sendo apreendido e devolvido aos proprietários.

O nome da operação remete ao significado da palavra “Gatuno”, ou seja, aquele que furta e se apodera do que não lhe pertence. Eles foram conduzidos até a delegacia; Gilvamar Silva será encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil agradece o apoio que vem recebendo e solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou pelo número da DM de Macaíba: (84) 98114-4042.

*Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS.*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.