Carestia no RN: Mesmo com vale-gás, botijão vai custar mais que em 2019

Economia

O vale-gás, apontado como uma das principais medidas do Governo Federal para minimizar os impactos do aumento do gás de cozinha, não vai conseguir cobrir nem metade do valor do botijão no Rio Grande do Norte. Um levantamento que o Portal 96 teve acesso mostra que, além do RN, outros 16 estados do Brasil também passarão pelo mesmo problema. 

Segundo as regras, as famílias beneficiárias receberão um valor correspondente a, no mínimo, 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 kg de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). Na prática, cada família receberá pelo menos cerca de R$ 51,30 por bimestre, segundo dados atualizados da última semana pelo Sistema de Levantamento de Preços (SLP) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). 

No Rio Grande do Norte, porém, o valor do gás está acima dos R$ 102 da média nacional. Ultrapassa a marca dos R$ 114. Com isso, mesmo com o “desconto” do vale-gás, de R$ 51, o potiguar ainda vai pagar pelo botijão mais do que pagou em 2019, quando o item saia por R$ 65. 

Mais… 96fm.com.br

Tagged

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.